Cia Avatar de Salvador encena peça de João Pedro Roriz

Atualizado: 20 de Nov de 2019


As escolas de Salvador hoje podem contar com a colaboração da Avatar Estúdios de Artes, empresa especializada em produção de peças educativas edificantes voltadas para o público infanto-juvenil. A cia teatral coordenada pelo diretor de teatro e ator Sérgio Mício adquiriu a sessão de direitos do texto teatral "Bullying - se correr o bicho pega", de João Pedro Roriz para apresentação em instituições de ensino da rede pública ou privada de Salvador e proximidades. A obra de Roriz se tornou uma referência educacional ao ser publicada em livro em 2014 pela Paulus Editora, através do projeto social Ação e Cidadania, entregue gratuitamente a 200 mil crianças carentes em todo o País.

Na história, o jovem Norberto e sua irmã tentam lidar com a ausência do diretor na escola, enquanto alguns colegas realizam perseguições e injustiças, tornando o ambiente tóxico e improdutível. A peça de teatro é toda rimada e originalmente foi escrita para ser apresentada por grupos de teatro dentro das próprias escolas.

Sérgio ao realizar uma adaptação do espetáculo, transformou o texto em um pocket para apenas três atores e renomeou o espetáculo para "Bullying - não entre nesta parada". Com isso, tem hoje a capacidade de viajar com o projeto e apresentar em diversos locais. Não é a primeira vez que o diretor tem contato com a obra. Em 2015 o espetáculo foi encenado pela Avatar na Biblioteca Monteiro Lobato em Salvador.

Dia 15 de agosto de 2019, o grupo apresentou o espetáculo pela primeira vez em uma instituição de ensino. A apresentação aconteceu na escola Severino Vieira. Para Sérgio, o assunto precisa ser discutido de forma enfática como forma de prevenção ou extinção da prática do bullying.

- É uma modalidade de violência que causa dor e ocasiona trauma para as vítimas - comentou o diretor.

A diretora da Escola Severino Vieira, Vilma Beatriz também comentou a apresentação da Avatar:

- É uma oportunidade que temos de desenvolver o tema com alunos de forma lúdica. Assim temos a atenção dos jovens e podemos, em seguida, realizar um projeto educacional com os professores de modo a diagnosticar e sanar situações de violência no ambiente escolar.

É importante lembrar que o MEC orienta que todas as escolas realizem campanhas contra a violência escolar, de modo a oportunizar formas de combate ao bullying e outros fenômenos sócio-educacionais prejudiciais ao desenvolvimento intelectual de crianças e adolescentes matriculados em instituições de ensino no Brasil.

Para contratar a Avatar em Salvador e em cidades próximas, ligue: (71) 98624-9240.

#bullyingsecorrerobichopega #bullying #DireitoeCidadania #cidadania #Cidadania #News #news

João Pedro RorIz

Site oficial do escritor