Biblioteca de Salvador monta peça de João Pedro Roriz com alunos de escolas públicas

Atualizado: 13 de Dez de 2019


A Biblioteca Infantil Monteiro Laboto, localizada em Salvador - BA está apresentando a peça teatral "Bullying - se correr o bicho pega", de Joâo Pedro Roriz publicada em livro pela Editora Paulus em 2013. A obra foi distribuida gratuitamente para 200 mil adolescentes através do Programa Direito e Cidadania da editora e resultou em diversas montagens teatrais em todo o País.

O arte-educador, ator e diretor soteropolitano Sérgio Mício tomou conhecimento da obra em 2014 quando ganhou o livro de um de seus alunos. "Fiquei interessadíssimo no tema e achei a linguagem extremamente lúdica e bem humorada", contou o artista.

O livro "Bullying - se correr o bicho pega" não pode ser comercializado. O enredo conta a história de seis colegas de classe do ensino fundamental que vivem sob a pressão da tolerância zero – todos precisam ter apelidos pejorativos, agirem e falarem de modo predeterminado para manterem as suas amizades. O espetáculo aborda de forma lúdica os tipos de bullying, formas de violência (física, psicológica, moral e cultural) e maneiras de lidar com o conflito. A montagem baiana faz parte das comemorações dos 65 anos da Biblioteca Infantil Monteiro Lobato e dos 5 anos da Cia. de Teatro BIML.

Para o escritor João Pedro Roriz a montagem da peça por um grupo de alunos da rede municipal denota a importância do tema e das atividades sociais para o desenvolvimento do País:

- Escrevi essa peça pensando em mudar a forma como lidamos com a cultura de violência nas comunidades e oportunizar montagens amadoras que divulgassem essas ideias. A montagem da Cia BIML denota o sucesso deste projeto pensado em parceria com o Programa Direito e Cidadania da Editora Pauus.

As atividades teatrais do grupo teatral baiano têm objetivos bem claros: divulgar a biblioteca estadual, criar reflexão sobre temas importantes, trabalhar com jovens em situação de vulnerabilidade social e angariar com as montagens alimento não perecível para os necessitados.

- Queremos mostrar para o nosso público infanto-juvenil que a prática do bullying é prejudicial para o desenvolvimento emocional, físico e cognitivo dos envolvidos - conta Mício.

Mício conta que o texto teatral contribuiu não apenas para a reflexão do público, como dos dezessete alunos-atores participantes do projeto:

- Durante o período de estudo do texto e improvisações, conversei com os alunos-atores sobre o quanto é doloroso passar por uma experiência de bullying. Alguns do grupo foram vítimas e outros confessaram ter praticado.

O espetáculo pode ser prestigiado quartas e sextas às 15hs e domingos às 11h até o dia 30 de setembro de 2015 no auditório com lotação máxima para 120 pessoas situado na Biblioteca Infantil Monteiro Lobato na Praça Almeida Couto S/N Salvador - BA. Ingresso: 1kg de alimento não perecível. Maiores informações: (71) 3117-1570,

#cidadania #Cidadania #bullying #bullyingnaoqueroirpraescola #news

João Pedro RorIz

Site oficial do escritor