27 Feb 2018

Um artigo do escritor João Pedro Roriz sobre a condição do artista no Brasi.

João Pedro Roriz faz uma reflexão sobre os últimos dois anos e revela como a crise oportunizou uma verdadeira lição de humanismo.

Poema sobre o Medo, de João Pedro Roriz.

"SOMOS RELÍQUIAS DO TEMPO E NO DESVÃO DA INCERTEZA, FOMOS CAPAZES DE ESCULPIR SORRISOS NA PEDRA"

Rio de Janeiro. 25 de fevereiro de 2016. Publicado em Jornal O Dia. 

Já foi estranho quando aquele menino que era seu irmão um dia amanheceu diferente: olhos menores que o queixo, cabelo esportivo, uma sede nova... Perdoe-me pelas reticência...

11 Dec 2016

O metrô é o coletivo mais individualista que eu já vi. Milhares de pessoas introspectivas que sequer trocam olhares para não invadir o espaço alheio. É por isso que tantas pessoas usam óculos escuros no metrô: para poder observar os outros sem levantar suspeitas. Eu mesmo já fui vitima dos olhares curiosos das pessoas, pois, quando es...

22 Jul 2016

Uma chuva magnética trouxe terríveis estragos para Porto Alegre. Ficamos sem água, luz e telefone. Estávamos presos a um espaço-tempo desconhecido. Os celulares estavam descarregados e era impossível saber as horas. Não podíamos comer, pois o forno é elétrico e não havia fósforos para ligar o fogão a gás.
 

A TV e a internet estavam in...

10 Feb 2016

AS PESSOAS QUE NÃO GOSTAM DE LER USAM SEMPRE AS MESMAS DESCULPAS PARA JUSTIFICAR A FALTA DO HÁBITO DA LEITURA. EIS MINHAS RESPOSTAS PARA CADA UMA DELAS.

- “Ah, eu sou muito ocupado”.

Resposta: Usamos o tempo de acordo com nossas predileções e necessidades. Ler não é importante para você, ou reservaria um bom momento só para isso.

- “Ach...

10 Aug 2015

Certa madrugada, o desejo de ser parte da boemia carioca me levou ao tradicional restaurante Jobi no Leblon. Lá, havia uma mulher alcoolizada, com maquilagem pesada e vestido decotado. Ela se intrometia nas conversas alheias, xingava os turistas, brigava com o garçom, não tinha ninguém para falar e falava sozinha:

            – Estou v...

Please reload

Vertigens

CONTOS, CRÕNICAS E POEMAS DE JOÂO PEDRO RORIZ

(textos exclusivos para o site)